Serviços que fazem a diferença na indústria do plástico

PRUMO – Projeto de Unidades Móveis

Para atingir acompetitividade de mercado necessária no atual mundo globalizado, as empresas precisam estar sempre atualizadas com o que há de mais moderno em equipamentos e processos. Porém, nem todas as novidades estão ao alcance das micro e pequenas empresas.

 

Pensando nisso, o INP participa do Projeto Unidades Móveis de Atendimento Tecnológico às Micro e Pequenas Empresas – PRUMO.

O projeto é uma parceria entre o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT), o Serviço Brasileiro de Apoio às Empresas de São Paulo (SEBRAE/SP) e o Instituto Nacional do Plástico. O IPT conta ainda com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

A iniciativa visa democratizar o acesso às novas tecnologias, objetivando a melhoria dos processos e do produto final, fazendo com que as empresas se tornem cada vez mais competitivas nacional e internacionalmente.

O atendimento é precedido de uma visita de diagnóstico, na qual um engenheiro do IPT preenche um Check List, analisando todo o processo produtivo e levantando quais produtos ou processos da empresa requerem assistência. A visita de diagnóstico não tem nenhum ônus à empresa.

A segunda fase consiste na visita de uma unidade móvel com aparelhos laboratoriais. Os engenheiros do IPT, sempre acompanhados por técnicos da empresa, realizam testes e ensaios nas matérias-primas e nos produtos acabados.

Durante o atendimento, também é realizado um exame no processo produtivo, embasado nos resultados obtidos nas análises e ensaios.” O custo do atendimento é absorvido em parte pelo SEBRAE/SP e apenas uma pequena parcela é de responsabilidade da empresa assistida.

Atualmente, o INP, a FINEP e outros parceiros estão desenvolvendo projetos de implantação de Unidades Móveis nos seguintes estados: Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Estão ainda em estudo, projetos em Minas Gerais, Bahia e Rio de Janeiro.

Para mais informações sobre o PRUMO, entre em contato com o INP pelo e-mail: inp@inp.org.br, ou contate o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo).

Tel. (11) 3767-4281 / (11) 3767-4282 / 0800-557-790 – Fax. (11) 3767-4280 – E-mail: prumo@ipt.br

Programas de Qualidade

O INP coordena um Programa de Qualidade relacionado a sacolas, que têm como objetivo:

  • Assegurar a conformidade às Normas Técnicas e serviços à disposição dos consumidores, visando sua satisfação e segurança;
  • Apoiar os produtores nacionais na busca da evolução da qualidade de seus produtos;
  • Sensibilizar as empresas transformadoras sobre a necessidade de atendimento às Normas Técnicas Brasileiras.

Os participantes dos Programas são empresas pertencentes à cadeia produtiva do plástico, que buscam a evolução da qualidade dos produtos do segmento em que atuam.

Empresas com certificado de conformidade ABNT e homologadas para utilização do Selo de Qualidade – INP-ABIEF
Altaplast ATP Ind. Com. de Plásticos Ltda.
Rua Maestro Gabriel Migliori, 400
02712-140 – São Paulo – SP 
Fone: (11) 3933-7599
www.altaplast.com.br
 
Hiper Roll Embalagens Ltda.
Rua Antonio Simão Firjan, 140   
36092-000 – Juiz de Fora – MG   
Fone: (32) 3249-8000
www.hiperroll.com.br
 
Extrusa Pack Indústria e Comércio 
de Embalagens Ltda.
Rua Panambi, 337 – Cumbica
07224-130  –  Guarulhos / SP
Fone: (11) 2481-2050
www.extrusa.com.br
 
P&P – Industrial e Comercial de Embalagens Ltda.
Rua Vicente Leporace, 137 – Jardim Alvorada
06.612-080 – Jandira – SP
Fone: (11) 4789-8289
www.porsani.com.br 
 
Lema Embalagens Ltda.
Rua Emílio Weissheimer, 500-A
95180-000 – Farroupilha / RS.
Contato: Sra. Cristina Scodro
Fone: (54) 2109-2940
www.lemaembalagens.com.br
Zivalplast Ind. Com. de Plásticos Ltda.
Caixa Postal 178 – Rod. BR 116 – Km 380
83420-000 – Quatro Barras – PR 
Fone: (41) 2102-5200
www.zivalplast.com.br 
 
Poliprint Ind e Com de Embalagens Plásticas Ltda.
Av. Jaguarão, 973 – Cumbica
07223-000 – Guarulhos/SP
Fone: (11) 2488-7800
www.poliprintplasticos.com.br
 
NeoPlastic Embalagens Plásticas
Avenida Pacaembu, 485 B. Serra dos Abreus
07810-000 – Franco da Rocha – SP
Fone: (35) (11) 4443-1000
www.neoplastic.com.br
 
Val-Bags Ind. e Com. de Plásticos Ltda.
Rua Mário de Carvalho, 64 
37466-000 – Itamonte – MG
Fone: (35) 3363-1033
www.valgroup.com.br

Normas Técnicas

Norma técnica é o resultado de um processo de consenso estabelecido por um organismo reconhecido onde todas as partes interessadas podem participar e contribuir.

As Normas se baseiam em estudos consolidados da ciência, tecnologia e experiência acumulada, visando a benefícios para a comunidade.

Proporcionam maior facilidade e segurança nas trocas de informações entre o fornecedor e o consumidor, eliminando ruídos na comunicação. Além disso, cria padrões de qualidade, em respeito ao seu consumidor, aos novos mercados que pretende alcançar e, ainda, à imagem de sua empresa e setor industrial.

A Norma Técnica promove a difusão tecnológica, consolidando e estabelecendo parâmetros consensuais entre todas as partes envolvidas. As comissões de estudos a ela relacionadas reúnem agentes especializados nas mais diferentes matérias, que interagem continuamente na troca do conhecimento.

Um de seus grandes méritos é exatamente a atualização tecnológica, para a busca de melhoria do produto e dos processos, além da melhor adequação da mão-de-obra e dos centros e institutos de pesquisa.

Programa de Exportação

Think Plastic Brazil, criado em dezembro de 2003, é um programa de incentivo à exportação do plástico transformado brasileiro. Fruto de uma parceria entre a cadeia produtiva do plástico e o governo, por meio da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, a iniciativa tem como objetivos o incremento das exportações de produtos transformados plásticos – foco em Embalagens e Utilidades Domésticas, a solidificação da cultura exportadora das empresas transformadoras de plástico e o posicionamento do Brasil como Global Player.

Hoje, o Think Plastic Brazil conta com a participação de cerca de 90 empresas. Os objetivos do Programa são alcançados por meio dos três eixos estratégicos: Desenvolvimento Empresarial e Competitividade, Promoção Comercial e Comunicação e Inteligência e Estratégia Competitiva.

Objetivos

• Inserção, incremento e consolidação das exportações de produtos transformados plásticos de pequenas, médias e grandes empresas inseridas nas categorias:
• Embalagens Flexíveis/Rígidas
• Utilidades Domésticas
• Brinquedos
• Construção Civil
• Agrobusiness
 

Eixos Estratégicos

• Desenvolvimento Empresarial:
• Capacitação e Qualificação
• Suporte Operacional (Legislação Aduaneira, Fretes, Regulamentação)
• Parcerias Estratégicas

• (Seguro, Crédito, Transporte)
• Grupo de Trabalho (GT) Logística
• Promoção Comercial e Comunicação:
• Feiras Internacionais
• Rodadas de Negócios (Brasil e Exterior)
• Promoção no PDV (Exterior)
• Missões Comerciais
• Projetos Customizados
• Suporte em Comunicação e Marketing (Assessoria de Imprensa Internacional, Posicionamento e Marca, Desenvolvimento de Materiais)
• Inteligência e Estratégia Competitiva:
• Pesquisas e Estudos de Mercado
• Análises Competitivas Globais
• Análise de Posicionamento e Segmentação
• Prospecção de Oportunidades de Negócios
• Mapeamento de Tendências de Setor
• Núcleo de Inovação e Design
 

Para associar-se, contate Richard Assis: (11) 97027-6508 ou richard.assis@thinkplasticbrazil.com

Serviços Tecnológicos

Uma das metas do INP é proporcionar apoio tecnológico às empresas da cadeia produtiva do plástico, solucionando problemas que inibem o desenvolvimento, principalmente, das pequenas e médias empresas. 

Para tanto, o INP está desenvolvendo uma rede de aprimoramento para o setor plástico brasileiro. O Núcleo de Difusão de Serviços Tecnológicos está se capacitando por meio de parcerias, que reúnem as mais diversas demandas de soluções para problemas tecnológicos. 

Com isso, as empresas usuárias encontrarão, em um só lugar, as principais soluções tecnológicas, aumentando a segurança, a economia e a confiabilidade dos empresários. 

O projeto contribuirá para que as empresas, principalmente de pequeno e médio porte, aumentem a utilização de serviços tecnológicos. Para isso, serão divulgadas as soluções disponibilizadas pelos parceiros, gerando aumento na demanda. 

O núcleo funcionará como um centro de informações técnicas, minimizando a distância entre as empresas transformadoras de plástico no Brasil e as entidades nacionais e internacionais detentoras do conhecimento, criando uma cooperação indispensável para o desenvolvimento do setor. 
Para que todas as novas tecnologias sejam totalmente assimiladas, o INP preza pelo constante aprimoramento da educação profissionalizante. 

Serão adotadas medidas administrativas para promover a aproximação das pequenas e médias empresas aos serviços tecnológicos oferecidos pelos parceiros do Instituto, que se encarregará de identificar as necessidades da indústria atendida e indicar as soluções necessárias, primando pelo melhor custo/benefício. 
Mais informações sobre o Núcleo de Difusão de Serviços Tecnológicos podem ser obtidas no Instituto Nacional do Plástico.

Clique aqui e conheça os parceiros e serviços disponíveis.

Programas de Qualificação

EDUCARE – Engenharia do Produto 

O Instituto Nacional do Plástico fechou uma parceria com o Inovata / FDTE (Fundação para o Desenvolvimento da Engenharia) – Divisão EDUCARE Polímeros. Como resultado, as empresas associadas ao INP passam a contar com um desconto de 10% nos cursos de especialização oferecidos pela Fundação. 

Para mais informações, acesse www.fdte.org.br/cursoseducare. 
Se preferir, mande um e-mail para educare@inovata-fdte.org.br ou ligue (11) 3095-7724. 



L. A. Falcão Bauer – Centro Tecnológico de Controle da Qualidade Ltda. 

Ensaios executados em materiais plásticos pelos laboratórios Falcão Bauer:

Ensaios:

• Resistência à tração, ASTM D 638; 
• Resistência à flexão, ASTM D 790;
• Identificação de polímero por infravermelho, ASTM D3677;
• Resistência à compressão, ASTM D 695;
• Envelhecimento em estufa ou freezer;
• Impacto Izod;
• Índice de fluidez;
• Temperatura de amolecimento Vicat;
• Dureza Shore D;
• Verificações dimensionais;
• Perda de massa em butano;
• Pressão hidrostática;
• Estabilidade dimensional;
• Determinação da massa específica;
• Determinação do teor de cargas;
• Sólidos secos totais;
• Sólidos voláteis;
• Metais pesados;
• Etc.
 
Produtos:

• Tubos de PVC; 
• Perfis extrudados à base de PVC para juntas de estruturas de concreto; 
• Mangueiras de PVC plastificado para instalações domésticas de GLP; 
• Mantas de PVC para impermeabilização; 
• Correntes plásticas; 
• Revestimentos de fios elétricos; 
• Geomembranas de PVC; 
• Tubos flexíveis em PEAD; 
• Perfis de PVC para forros; 
• Tubos de polipropileno; 
• Lacres de segurança; 
• Cadeiras plásticas monobloco conforme NBR 14776; 
• Copos descartáveis conforme NBR 14865; 
• Etc. 
 
Veja a lista completa de ensaios

Tel.: (11) 3611-0833 – Ramais 195/127/120
E-mail: ainada@falcaobauer.com.br 
E-mail: emarques@falcaobauer.com.br 
E-mail: mgoncalves@falcaobauer.com.br 



CCDM – Centro  de  Caracterização de  Materiais da Universidade Federal  de São Carlos, SP 

Ensaios oferecidos: 

• Espectroscopia no Infravermelho – FT-IR 
• Calorimetria Exploratória de Varredura 
• Termogravimetria 
• Densidade 
• Absorção de água 
• índice de Fluidez 
• Resistência à Tração 
• Resistência à Flexão 
• Teor de Cinzas 
• Extração em Solventes 
• Viscosidade de Soluções Diluídas 
• Tempo de Indução Oxidativa – OIT 
• Resistência ao Impacto 
• Temperatura de Deflexão Térmica (HDT) e Vicat 
• Coeficiente de Dilatação Térmica Linear 
• Cromatografia de Permeação a Gel – GPC 
• Flamabilidade 
• Dureza Shore A e D 
• Resistência à compressão 
 
Tel.: 016-3361-1707 – Ramal 3
Para mais informações, acesse: http://www.ccdm.ufscar.br/areasdeatuacao/polimeros/ensaios.htm



CEFET-RS/ UNED – Centro Federal de Educação Tecnológica de Pelotas, Unidade de Ensino Descentralizada de Sapucaia do Sul- RS 

Oferecimento de Cursos Técnicos: 

Curso Técnico Industrial em Transformação de Termoplásticos:

Habilidades desenvolvidas:

• Supervisão e chefia da produção em indústrias da terceira geração petroquímica; 
• Atuar como laboratorista ou assistente técnico nas indústrias da segunda geração; 
• Auxiliar o projeto de moldes; 
• Inspecionar e implantar programas de qualidade; 
• Prestar serviços de assistência técnica, vendas técnicas e treinamento em indústrias de máquinas e equipamentos para transformação de plásticos ou representações comerciais de máquinas, equipamentos, matérias-primas e software. 
Curso de Tecnólogo em Gestão da Qualidade na Transformação de Polímeros.

Habilidades desenvolvidas:

• Implantar o controle estatístico de processos; 
• Aplicar técnicas avançadas em otimização de produtos e processos; 
• Dominar o idioma inglês nas suas quatro habilidades: escrever, falar, ler e ouvir, aplicando-o à área técnica afim; 
• Dominar as técnicas de caracterização de polímeros aplicadas a matérias-primas, processos e produtos; 
• Utilizar instrumentos de medição, conhecer técnicas de desenho para ler e interpretar projetos técnicos e caracterizar ferramentas para transformação de plásticos e projetos de ferramentas; 
• Dominar ferramentas para gerenciamento com o uso de metodologias para identificação e análise de problemas, implantação da suas soluções e posterior padronização da solução; 
• Implantar programas participativos; 
• Dominar as principais técnicas de processamento de polímeros com base nas ciências da engenharia; 
• Executar e gerenciar os processos observando as orientações da saúde e segurança no trabalho; 
• Aplicar ferramentas computacionais no gerenciamento da qualidade; 
• Atuar no planejamento estratégico de negócios, através do estabelecimento das diretrizes da empresa, desenvolvendo produtos e processos compatíveis às mesmas; 
• Implantar sistemas de garantia da qualidade com base na normatização de processos e produtos nas especificações técnicas, econômicas e ambientais, inseridas no ciclo de vida do produto; 
• Conceber, criar e implementar projetos de produtos e processos embasados em estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental; 
• Analisar criticamente as práticas de gestão empresarial, traçar paralelos entre estas e suas respectivas teorias e propor melhorias aos métodos de gestão aplicados nas empresas. 
Curso de Tecnólogo em Fabricação Mecânica para Ferramentaria.

Habilidades desenvolvidas:

• Projetar produto, ferramentas, máquinas e equipamentos, utilizando técnicas de desenho e representação gráfica com seus fundamentos matemáticos e geométricos; 
• Elaborar projetos, leiautes, diagramas e esquemas, correlacionando-os com as normas técnicas e com os princípios científicos e tecnológicos; 
• Interpretar e realizar projetos detalhados de ferramentas utilizando softwares de CAE, CAD e CAM; 
• Dominar os processos de usinagem relacionados à fabricação de ferramentas para transformação de polímeros; 
• Dominar os processos termomecânicos relacionados à fabricação de ferramentas para transformação de polímeros; 
• Conhecer materiais para construção de ferramentas a partir de requisitos técnicos de estrutura e propriedades dos mesmos; 
• Avaliar a influência dos processos e produtos no ambiente; 
• Conhecer as propriedades dos materiais poliméricos e seus fenômenos reológicos aplicados aos processos de transformação; 
• Coordenar e desenvolver equipes de trabalho que atuam na instalação, na produção e na manutenção, aplicando métodos e técnicas de gestão administrativa e de pessoas; 
• Aplicar normas técnicas de saúde e segurança no trabalho e de controle de qualidade no processo industrial; 
• Aplicar normas técnicas e especificações de catálogos, manuais e tabelas em projetos, em processos de fabricação, na instalação de máquinas e de equipamentos e na manutenção industrial; 
• Elaborar planilha de custos de fabricação e de manutenção de máquinas e equipamentos, considerando a relação custo e benefício; 
• Aplicar métodos, processos e logística na produção, instalação e manutenção; 
• Comunicar-se, de forma escrita, em inglês, em condições de participar de intercâmbio tecnológico. 
 
Tel. 051-3472-6226 (Ramal 1340) 
E-mail: comunicacao@cefetrs.edu.br

Para mais informações, acesse: http://www.cefetrs.edu.br/index2.php



CETEA – Centro de Tecnologia de Embalagem do Instituto de Tecnologia de Alimentos de Campinas, SP 

Ensaios oferecidos: 

• Adequação de copos plásticos descartáveis à Norma NBR 14865 
• Adequação de cadeiras monobloco à Norma NBR14776 
• Adequação de sacolas plásticas à Norma NBR 14937 
• Adequação de baldes plásticos injetados à Norma NBR 14952 
• Análise Cromatográfica de Componentes voláteis 
• Coeficiente de atrito (filmes plásticos) 
• Coleta de Gases do Espaço Livre de Embalagens 
• Composição Gasosa do Espaço Livre CO2 
• Composição Gasosa do Espaço Livre Teor O2/H2/N2 
• Determinacao de Pb em material plastico por EAA 
• Determinação de Extrato Bezênico em negro fumo 
• Determinação de Pb ou Cd em pigmentos 
• Dimensões 
• Distribuição de Espessura Método Não Destrutivo 
• Emissão de Espectro de Infra-Vermelho Material Monocamada 
• Emissão de Espectro de Infra-Vermelho Material Multicamada 
• Ensaio de Vibração/hora 
• Espessura materiais flexíveis (p/camada) 
• Força de abertura de tampas easy open 
• Foto da Secção Transversal de Filmes 
• Hermeticidade (Aplicacão de Pressão) 
• Identificação de Filmes Plásticos com Pesquisa em Biblioteca 
• Integridade de tampas “easy open” 
• Microscopia Eletrônica 
• Migração Global 
• Migração de Compostos Fenólicos 
• Monômero de Cloreto de Vinila 
• Monômero de Estireno 
• Peso e Capacidade Volumétrica 
• Resistência ao Impacto 
• Resistência da Termossoldagem à Tração 
• Resistência à Carga Vertical 
• Resistência à Delaminação/Flexíveis 
• Resistência à Pressão Interna 
• Resistência à Tracão e Alongamento (Material Plástico) 
• Solventes residuais em embalagens 
• TPO2-Coulométrico Filme 
• TPO2-Coulométrico-Embalagem 
• TPO2-Método de Aumento da Concentração 
• Teor de Carbonatação 
• Teor de Oxigênio no Espaço Livre 
• Resistência à Perfuração 
• Queda Livre 
 
Tel. 019-3743-1900 
Para mais informações, acesse: http://www.cetea.ital.org.br/ensaios.htm



Ciba® Expert Services – Serviços de consultoria técnica e ensaios analíticos – São Paulo, SP 

Ensaios oferecidos: 

•   Testes de resistência à chama
•   Ensaios de solidez à luz
•   Determinação de propriedades de resistência à luz (anti UV)
•   Determinação de índice de fluidez
•   Determinação de densidade do material fundido
•   Análises quantitativas e qualitativas de componentes e formulações
•   Determinação de metais pesados
•   Determinação de propriedades antimicrobianas
•   Análise de causa de falha
•   Identificação de compostos por infravermelho (FT-IR)
•   Avaliação de estabilidade térmica (oven aging)
•   Determinação do teor de negro de fumo e dióxido de titânio
 
Tel.: 011-5532-7400 
Para mais informações, acesse: http://www.cibasc.com/expertservices



FSA – Centro Universitário Fundação Santo André: Faculdade de Engenharia
Engenheiro Celso Daniel – Santo André – SP 

Serviços prestados: 

•  Busca de normas 
•  Levantamentos mercadológicos 
•  Informações sobre fornecedores de matérias primas, equipamentos. 
•  Ensaios realizados na Faculdade de Engenharia: 
a) Caracterização (FTIR, GC, UV-Vis, DSC*, viscosimetria*, tensão superficial*) 
b) Avaliação mecânica (dureza, microdureza, impacto*, tração, flexão*, compressão*) 
c) Melt Index* 
d) Metais pesados 
e) Umidade 
c) Outros: consultar 
(*) Em fase de importação do equipamento.

Tel.: 11-4979-3417 
Para mais informações, acesse: http://www.fsa.br/ciap



IPT – Instituto de Pesquisa Tecnológica do Estado de São Paulo- São Paulo – SP
Centro de Tecnologia de Processos e Produtos – CTPP – Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas – LPP 

Ensaios Oferecidos: 

•   Absorção de água 
•   Usinagem de corpos-de-prova 
•   Metais pesados (análise qualitativa e quantitativa) 
•   Teor de cargas e identificação qualitativa do tipo de carga 
•   Resistência à flexão, á tração e à compressão 
•   Resistência à adesão (90°, 180°, por cisalhamento, “tack”) 
•   Resistência ao cisalhamento 
•   Temperatura de distorção ao calor – HDT 
•   Temperatura de amolecimento VICAT 
•   Envelhecimento acelerado em equipamento de intemperismo artificial (Weather-OMeter e CUV) 
•   Envelhecimento térmico acelerado em estufa 
•   Envelhecimento acelerado em câmara úmida 
•   Envelhecimento acelerado em câmara de ozônio 
•   Tempo de indução oxidativa (OIT) 
•   Índice de densidade ótica específica de fumaça 
•   Índice de propagação superficial de chama 
•   Índice de fluidez 
•   Análise qualitativa de polímeros por meio da espectrofotometria no infravermelho 
•   Análise térmica em polímeros (DSC e TGA) 
•   Coeficiente de atrito estático e dinâmico 
•   Estabilidade dimensional 
•   Densidade relativa (massa específica) 
•   Permeabilidade ao vapor de água 
•   Resistência ao efeito de líquidos 
•   Teor de Extrato em Aparelho Soxhlet 
•   Teor de Negro-de-fumo 
•   Dureza tipo A, D e OO 
•   Efeito sobre a água 
•   Força de indentação de espumas flexíveis 
•   Impacto Charpy 
•   Impacto Izod 
•   Resistência à perfuração 
•   Resistência ao rasgamento 
•   Resistência da selagem de embalagens para esterilização de produtos para saúde 
•   Resistência ao impacto de dardo em queda livre 
•   Resistência ao manchamento 
•   Resistência à flexão com módulo de flexão 
•   Outros
 
ETI – Site sobre exigências técnicas internacionais. Trata-se de um conjunto de informações, já levantadas e estudadas até o presente momento pelo IPT (SP), Cientec (RS), Sociesc (SC) e Tecpar (PR), durante a condução dos casos do Progex – Programa de Apoio Tecnológico à Exportação. 

Progex – Programa de apoio tecnológico à exportação. Programa voltado principalmente para as micro, pequenas e médias empresas que têm como necessidade a adequação técnica de seus produtos para mercados externos. Atualmente, o Progex é um Programa nacional, encampado pelo MCT – Ministério da Ciência e Tecnologia e pelo MDIC, atuando em 10 estados brasileiros e operado por 11 instituições de pesquisas tecnológicas.
Tel.: 011- 3767-4546 e 011-3767-4050
E-mail: lpqtp@ipt.br

Para mais informações, acesse: http://www.ipt.br



Pira International – Serviços de consultoria técnica e ensaios analíticos na área de embalagens – Surrey, UK 

Ensaios oferecidos: 

•   Ensaios de migração total e específica 
•   Ensaios para aprovação de material em contato com alimento 
•   Testes de validação de embalagem 
•   Testes de homologação de embalagens para produtos perigosos 
•   Ensaios de transporte e distribuição 
•   Analise da causa de falha 
•   Analises químicas de materiais 
Tel.: 011-5532-7400 

Para mais informações, acesse: http://www.piranet.com



SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Escola SENAI Mário Amato- São Bernardo do Campo, SP 

Ensaios oferecidos: 

• Análise da absorção de água em materiais plásticos – ASTM D 570. 
• Análise da composição e os tipos de cargas e reforços – ASTM E 1131. 
• Análise das propriedades térmicas, determinação do calor, fusão e cristalização, caracterização de materiais plásticos – ASTM D 3417 e 3418. 
• Análise da resistência à compressão em materiais plásticos – ASTM D 695. 
• Análise da densidade relativa de materiais plásticos – ASTM D 792. 
• Análise da dureza Shore A/D de materiais plásticos – ASTM D 2240. 
• Análise do comportamento do material plástico submetido às intempéries – ASTM D 2565 e G 26. 
• Análise da resistência à flexão dos materiais – ASTM D 790. 
• Análise de amolecimento VICAT – ASTM D 1525. 
• Análise da temperatura de distorção ao calor – HDT – ASTM D 648. 
• Análise do índice de fluidez taxa de fluxo de termoplásticos em condições especificadas – ASTM D 1238. 
• Análise da resistência à tração em materiais plásticos – ASTM D 638 Normal. 
• Análise do teor de carga mineral nos materiais plásticos – ASTM D 2584. 
• Análise qualitativa e quantitativa de polímeros por meio da espectrofotometria no infra-vermelho – ASTM E 1252. 
• Identificação de polímeros por espectrometria no infra-vermelho – ASTM – E 1252-98. 
• Identificação de borrachas por espectrometria no infra-vermelho – ASTM – D 3677-00. 
 
Para mais informações, acesse: http://www.sp.senai.br/home/index.html



SOCIESC-Sociedade Educacional de Santa Catarina-SC 

Ensaios oferecidos:

• Determinação do comportamento dos materiais plásticos quando expostos a chama 
• Determinação do teor de cinzas em materiais plásticos 
• Determinação do teor de cinzas em tubos e conexões de PVC 
• Determinação do teor de cinzas em forros de PVC 
• Determinação do teor de carga mineral em materiais plásticos 
• Determinação da dureza shore em materiais plásticos 
• Determinação da dureza rockwell em materiais plásticos 
• Determinação da massa específica em forros de PVC 
• Determinação do peso específico em materiais plásticos 
• Determinação da densidade aparente em materiais plásticos 
• Determinação da densidade aparente em materiais plásticos para moldagem 
• Determinação da temperatura de fusão 
• Determinação da velocidade de propagação da chama em materiais aplicados em veículos rodoviários 
• Determinação da inflamabilidade em materiais plásticos 
• Determinação do índice de fluidez em materiais plásticos 
• Determinação da estabilidade de aspecto ao calor em forros de PVC 
• Determinação do envelhecimento à; temperatura elevada em mangueira de PVC 
• Determinação da perda de massa em butano líquido em mangueira de PVC 
• Determinação da aderência entre camadas em mangueira de PVC 
• Determinação da estabilidade dimensional após imersão em óleo aquecido em mangueira de PVC 
• Determinação dos ciclos de torção e flexão após perda de massa em butano líquido em mangueira de PVC 
• Determinação das propriedades de tração em cordas de no máximo 18 mm de diâmetro 
• Determinação das propriedades de tração em fita veda rosca 
• Determinação das propriedades de tração em fita adesiva 
• Determinação das propriedades de tração em fita condutiva 
• Determinação da perda de carga em registros de PVC 
• Determinação das propriedades de tração em fita isolante 
• Impacto Charpy 
• Impacto Izod 
• Compressão 
• Tração 
• Flexão 
• Caracterização de polímero através de infra vermelho 
• Análises térmicas em polímeros (DSC) 
• Ensaios de envelhecimento acelerado 
 
Tel.: 047-3461-0233 
Para mais informações, acesse: http://www.sociesc.com.br



TECPAR – Instituto de Tecnologia do Paraná – Curitiba – PR 

Ensaios oferecidos: 

• Tensão e Alongamento de ruptura (NBR-9622/86) 
• Dureza Shore A ou Shore D (NBR 7456/82 ASTM D-2240/97) 
• Massa específica a 25ºC (picnômetro) (NBR-11936/92) 
• Densidade aparente (ASTM D-1622/03/ ASTM D 792/00) 
• Matérias voláteis a 110ºC (NBR-11935/92) 
• Identificação química por espectrofotometria (FTIR) (ASTM E 1252/98(2002)) 
• Resistência ao levantamento – Sacos plásticos para acondicionamento de lixo (NBR-9191/02) 
• Resistência à queda livre – Sacos plásticos para acondicionamento de lixo (NBR-9191/02) 
• Verificação da estanqueidade – Sacos plásticos para acondicionamento de lixo (NBR-9191/02) 
• Análise dimensional – Sacos plásticos para acondicionamento de lixo (NBR-9191/02) 
• Cinzas – Perdas por Ignição (D2584-02 / D 5630/01) 
• Densidade de espuma de poliuretano (NBR 8537/03) 
• Determinação de metais pesados em PE (ABNT NBR 11339 / EB – 1998) 
• Determinação de metais pesados em PP (ABNT NBR 11340 / EB – 1999) 
• Substâncias oxidáveis em PVC (ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Amônia em PVC (ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• íons cloreto em PVC ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Acidez ou alcalinidade em PVC ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Resíduo por evaporação em PVC ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Limpidez e grau de opalescência em PVC ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Absorção do ultravioleta em PVC ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• DOP extratível em PVC ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Identificação do material em PVC ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Preparação de amostra em PVC ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Determinação metais pesados em PVC (Ba, Cu, Pb, Cd, Cr e Sn) ABNT NBR 11599 / EB 1997) 
• Identificação de resina ASTM D2621-87 (2000)) 
• Identificação da resina emulsionada ASTM D 3168-85 (1999)) 
• Identificação de Materiais Poliméricos ASTM E 1252-98 (2002)) 
• Identificação de elastômeros 
• Medida de espessura NBR-10443/88) 
• Ensaio de Inflamabilidade – Poliestireno Expandido ABNT NBR 11948/80) 
• Plásticos – Determinação de Flamabilidade ABNT NBR 7356/82) 
• Dureza ao Lápis.Test Method for Film Hardness by Pencil Test ASTM D 3363-00) 
• Efeito sobre a água – Tubo de PVC ABNT NBR 8219/99) 
• Efeito sobre a água – Conexão de PVC) 
• Densidade PVC NM 83/96) 
• Cinzas em PVC NM 84/96) 
• Verificação do comportamento ao achatamento em conexão de PVC NBR 6483/99) 
• Verificação do comportamento ao calor em conexão de PVC NBR 7231/99) 
• Tubos e conexões de PVC 
• Tubos e conexões de PEAD 
• Tubos e conexões de PP 
• Anéis de borracha para tubos e conexões de: PVC, PE, PP 
• Norma ABNT NBR pertinentes 
 
LAQI (Laboratório de Química Industrial) 
Tel.: 041-3316-3078
Para mais informações, acesse: http://www.tecpar.br



UCS – Universidade de Caxias do Sul 

Ensaios oferecidos: 

• Absorção de H2O(ASTM E96 e D570) 
• ácido resistência(ASTM D543 e C581) 
• Calcinação(Sólidos totais) (ASTM D 817 ISO 3451) 
• Câmara de envelhecimento acelerado UV e condensação (intemperismo) 
• Compressão (ASTM D695 ISO 815) 
• Compressão permanente(ASTM D395 método B) 
• Contração 
• Densidade (ASTM D 792) 
• Dureza Rockwell L, M, R (ASTM D785) 
• Dureza Shore A e Shore D (ASTM D2240 ISO 868) 
• Identificação de materiais poliméricos 
• Inflamabilidade (ASTM D568 (Vertical), D635 (Horizontal) (ISO 3795) (UL94)) 
• Flexão (ASTM D790 ISO 178) módulo de elasticidade, força máxima 
• HDT – Temperatura de deflexão térmica (ASTM D648,ASTM D1525, ISO75) 
• Identificação por FTIR Infravermelho (CEAN) 
• Impacto Izod (ASTM D256) 
• Inchamento diferencial 
• MFI (índice de Fluidez) (ASTM D1238 ISO 1133) 
• Caracterização química 
• Rasgamento (ASTM D 624 Die C) 
• Solubilidade (Resistência química) (ASTM D543) 
• Tração (ASTM D638, D882 e D412 ISO527) Módulo de elasticidade, alongamento, força máxima, ruptura 
• Umidade (ASTM D5630, D3030 ISO 15512) 
• Vicat – Temperatura de amolecimento (ASTM D1525) 
• Usinagem de corpo de prova (LTPE) 
• Injeção de corpo de prova 
 
Para mais informações, acesse: http://ccet.ucs.br/servico/lpol



ULBRA – Universidade Luterana do Brasil – Canoas, RS 

Ensaios oferecidos: 

• Determinação de propriedades térmicas de polímeros: 
a) Temperatura de fusão 
b) Temperaturas de transição 
c) Tempo de oxidação induzida (O.I.T.) 
d) Tempo de cura de polímeros termofixos 
• Determinação de composição em blendas 
• Identificação de polímeros em peças moldadas 
• Determinação do índice de fluidez em polímeros termoplásticos 
• Determinação de dureza shore A e D em polímeros 
• Determinação de teores de sólidos inorgânicos em polímeros 
• Testes comparativos de resistência ao impacto em filmes poliméricos 
• Determinação de resistência ao rasgo em filmes 
• Ensaios de propriedades mecânicas em polímeros 
a) Alongamento na ruptura 
b) Resistência à tração na ruptura 
c) Resistência à tração no limite elástico 
d) Tenacidade 
e) Resistência ao Tensofissuramento (Stress-Cracking) 
Eng. João Pocos 
Laboratório de Polímeros 

Tel.: 051-3462-9505 



IMA – Instituto de Macromoléculas

1. Processamento de plásticos e borrachas

1.1 Extrusoras
1.2 Injetoras
1.3 Moinhos
1.4 Reômetros
1.5 Misturador de rolos
2. Ensaios mecânicos – com e sem envelhecimento
2.1 Tração
2.2 Flexão
2.3 Rasgamento
2.4 Compressão
2.5 Impacto
2.6 Fadiga
2.7 Abrasão
3. Ensaios genéricos
3.1 MFI
3.2 HDT
3.3 VICAT
3.4 Dureza
3.5 Densidade
3.6 Granulometria
3.7 Índice de refração
3.8 Ensaio de inflamabilidade
4. Análise térmicas
4.1 DSC
4.2 DMA
4.3 TGA
5. Análises microscópicas
5.1 Microscopia ótica
5.2 Microscopia eletrônica de varredura
6. Análises espectrométricas
6.1 Infra vermelho – FTIR
6.2 Ultra violeta – UV
6.3 Ressonância magnética Nuclear – RMN
7. Análises cromatográficas
7.1 GPC
7.2 GC
7.3 HPLC
8. Análises de caracterização reológica
8.1 Determinação de viscosidade
8.1.1 Brookfield
8.2.1 Ubbelohde
8.3.1 Viscosidade em solução diluída
8.2 Reometria
8.2.1 Reometria de placa móvel
8.2.2 Reometria capilar
8.2.3 Reometria cone-placa
8.3 Reologia em solução sob cisalhamento contínuo e oscilatório
8.4 Reologia de soluções diluídas ou concentradas
8.5 Reologia de Polímeros fundidos
9. Ensaios diversos voltados à área de petróleo
9.1 Análise de dedo frio -“Cold Finger”
9.2 Análise de envelhecimento em Shaker
9.3 Análise em espectrofluorímetro
9.4 Análise de potencial Zeta.
9.5 Análise de ponto de fluidez
9.6 Análise de TOG
9.7 Análise de controle de filtrado
9.8 Análise de determinação de Teor de EO/PO
9.9 Preparação de emulsão
9.10 Teste de garrafa – “Bottle Test”
9.11 Teste de jarro
9.12 Teste de ponto de turvação
9.13 Teste para inibidor de incrustação
9.14 Dosagem de H2S em solução
9.15 Avaliação de inibidor de asfalteno
10. Ensaios diversos em plásticos e borrachas
10.1 Determinação do Teor de:
10.1.1 Voláteis
10.2.1 Sólidos
10.3.1 Cinzas
10.4.1 Coágulo em látex
10.5.1 Absorção de água
10.2 Extração em Polímeros
10.3 Pirólise de Polímeros
10.4 Identificação de Plásticos e Borrachas
10.5 Ensaios de biodegradabilidade
10.6 Análises diversas na área de Catalisadores Metalocênicos e Ziegler Natta
11. Outros ensaios/análises
11.1 Ângulo de contato
11.2 Difração de Raio-X
11.3 Fluorescência de Raio-X
11.4 Área específica e volume de poros
11.5 Análise de tamanho de partículas
11.6 Tensão superficial e interfacial
12. Outros serviços sob consulta
12.1 Cursos
12.2 Consultorias
12.3 Palestras

Para maiores informações contactar:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO/UFRJ
INSTITUTO DE MACROMOLÉCULAS PROFª ELOISA MANO/IMA
CENTRO DE TECNOLOGIA – BLOCO. J – CIDADE UNIVERSITÁRIA
CEP: 21941-598
GERÊNCIA DE SERVIÇOS
TELEFS: (55)0(XX)(21) 2562-7238 / Fax (55)0(XX)(21) 2270-1317
E-MAIL: gerserv@ima.ufrj.br / SITE: www.ima.ufrj.br